O perfeito imperfeito pãozinho de batata doce

Hoje acordei determinada a trabalhar no meu livro de receitas.

Um projeto iniciado, parado, continuado e parado novamente. Sabe quando a gente quer perfeição?

 

IMG_2220

Bem, quando vi estava na cozinha segurando essa batata doce. Rapidamente ela foi para o forno. Olhei para a sala.

Preciso tomar vergonha na cara e terminar a revisão das amostras que trouxe da Paleo FX (o maior evento da comunidade Paleo do mundo que ocorreu em Austin, Texas, há duas semanas)  antes que a Niki reclame dessa bagunça (ela nunca reclama 😊). Está na hora de limpar essa casa. Olha a zona dessa cozinha.

IMG_2226

Fui então catando as coisas, varrendo a cozinha, enchendo a lava-louça, e pensando que devia na verdade estar trabalhando no livro. Mas o perfume adocicado que começou pela casa parecia deixar tudo fazer sentido nessa nada perfeita manhã de sábado.

IMG_2216.JPGEm 20 minutos no forno a 200C a batata estava cozida. Logo a fatiei, passei uma   generosa colher de óleo de coco e salpiquei canela que caiu na bancada recém limpa.

Hummm que linda ficou! Devia tirar uma foto para o livro de receitas. Tarde demais. Em alguns segundos a casquinha já estava na minha boca – por ser orgânica, podemos consumir numa boa e eu amo essa casquinha!

Assim como a maioria dos outros veggies, eu gosto mais da batata fria, então deixei ela ali esperando na bancada e fui colocar roupas na lavadora. Meu country rolando no speaker – Blake Shelton, Tim McGraw e Jhony Cash – sim, bagunça de épocas musicais também.

De volta a cozinha, mais alguns pedacinhos na minha boca. Hummmm. Essa batata alaranjada, típica aqui dos EUA, assada fica molinha, beeeeem molinha e naturalmente adocicada. Combinada com esse óleo de coco e canela fica simplesmente divino.

Nessa hora pensei na Marta, que, desde que começou a Paleo.Primal me diz que tem saudades de comer panquecas e estou sempre querendo fazer uma versão sem grãos para ela.

Novo desvio no caminho

Passei então a laranjinha carnuda para uma tigela, tasquei mais uma colher de óleo de coco, e qual farinha Paleo usarei? Vamos na de amêndoas, que já estava fora da geladeira, junto com todo o resto que tirei na intenção de limpa-la pois quando começo limpeza…. vou animada! E sim, devemos manter as nozes e farinhas delas na geladeira para melhor conserva.

Acrescentei uma xícara da farinha à batata amassada e com as mãos formei uma massa. Senti que faltava algo. Ovos, claro! Quebrei um então e voltei à mistura com as mãos.

Usar nossas mãos torna nossa relação com a comida natural e intuitiva.

Formei as panquequinhas e coloquei na frigideira 

Untada com mais uma colher de sopa de óleo de coco.

Tudo muito bem. Até virar a primeira, ela despedaçar na frigideira, eu desesperadamente tentar junta-la novamente enquanto as demais começavam a queimar.

Arghhhhh, não! Estão quebradas, as fotos não vão ficar boas, não vou poder postar!

Frustrada, deixei de lado. Deixa eu limpar essa geladeira. E de novo esse fogão –  recém limpo e agora cheio de queimadinhos. 😒

IMG_2181Após mais algumas catanças pela casa, voltei para elas, com outros olhos. Dizem que primeiro a gente come com os eles, não é mesmo?

Provei um pedaço e meu coração acelerou.💛

Que coisinha gostosa! Yum!! Isso está BOM! Bom mesmo! Quero postar isso agora!

Todo mundo tem que experimentar – é SEMPRE a primeira coisa que penso quando algo sai algo gostoso. 😌

Mas não estão perfeitas. Estão pequenas, queimadas, quebradas 

Corrida de pensamentos e uma leve ansiedade enquanto mais um pedaço fez o caminho para minha boca, seguido de outro, e mais outro.

Humm, so good! – Preciso guardar um pouco pra Niki, que difícil. ☺️

Hum, talvez não estejam tão feias assim. Que tal um queijinho suíço e bacon de peru artesanal?

IMG_2211

Oh yeah! Delícia! 

Ficou um sanduichinho perfeito!

Na cozinha, foque no processo e não apenas no produto final e pode se surpreender!

screw up

Quando a Niki chegou, apenas me olhou – “Dora, do que você está falando, sua foto ficou linda!’

Apesar de realmente amar tirar fotos bonitas, acredito que ás vezes fico exigente demais ou apegada demais a uma certa idéia de uma imagem final.

Dessa vez, eu havia imaginado algo mais ou menos assim:

pancakes-2139844_1920
foto não minha! 😛

Perfeição não existe

É chato. É irreal. É cansativo.

Enquanto na cozinha, permita-se pegar o caminho mais longo, experimentar, desviar, criar sem se apegar a um ideal final.

Tudo fica mais prazeroso quando nos autorizamos uma dose de bagunça e deixamos alguns dias rolarem despretensiosamente – em forma de panquequinhas tostadinhas em meio a uma faxina desconstruída.

 Use as mãos, salpique intuição, acrescente nutrição! 🌿

IMG_2221

Eu poderia também ficar editando esse post diversas vezes, ficar tirando fotos melhores, passar dias em função dele, mas hoje estou escolhendo essa deliciosa imperfeição 😉

E quem sabe assim esse livro de receitas sai mais rápido, também não perfeito mas igualmente saboroso 😋 Me aguardem 😉

E aqui está receita desse sandubinha delícia, exatamente como fiz, e por agora, não mudaria nada:

Tempo de Preparo: 10 minutos

Rendimento: 5 pãezinhos pequenos

Ingredientes:

  • 1 batata doce grande cozida e amassada sem casca (que você come enquanto cozinha)
  • 1 colher de óleo de coco
  • 1 xícara de farinha de amêndoas (acredito que de coco fique bom também)
  • 1 ovo
  • Canela a vontade, noz moscada e outros temperos que quiser

Instruções:

Misture todos os os ingredientes com as mãos em um bowl. Forme hamburguinhos e leve a frigideira untada com óleo de coco). Para dar mais liga, certifique-se de ter colocado farinha suficiente. Se preciso, acrescente um pouco mais. Você quer a consistência da mistura firme para poder chapar. E para não queimar, apenas não coloque todos de uma vez na frigideira.

E se um queimadinho rolar, it’s ok, quem não gosta? I do! ☺️

IMG_2207.jpg

 

Dica Top.Dots: Seja criativo no recheio também. Bacon de peru com queijo suíço e rúcula ficou incrível. Fiquei imaginando um ovinho estalado com avocado, ou cream cheese com salmão defumado. Tantas possibilidades.

Faz e me conta? 😘

 

 

COMPARTILHE ESSE POST =)

1 comentário Adicione o seu

  1. Silvia Morais disse:

    Oi Dora, tudo bem? Dá pra substituir o óleo de côco pelo Óleo de abacate?! Qual dos dois é o melhor?! Adorei a receita vou experimentar fazer! Obrigada. 🙏🏻💋

    1. fitdots disse:

      Silvia, com certeza pode usar o óleo de avocado! Os dois são excelentes! Me conte como ficou, ok?! Vou adorar saber! Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *